O objetivo deste documento é dar visibilidade para todas as pessoas interessadas sobre o ritmo que trabalhamos em nossa jornada diária. Aqui neste documento, você irá entender como fazemos para que esse ritmo funcione e gere resultados, realizando algumas práticas, inclusive de carga horária dedicada reduzida, aos nossos projetos.

Trabalhamos em um ritmo sustentável. Buscamos planejar nosso trabalho de uma forma pragmática, mantendo expectativas realistas com nossos clientes sobre nossas entregas. Isso não significa que não nos empenhamos. Ser produtivo é parte fundamental para mantermos a confiança que nossos clientes têm em nós, por isso é importante não decepcioná-los.

Somos flexíveis em relação a que horas começamos a trabalhar. Horas flexíveis significa que às vezes trabalhamos em horários não tradicionais durante o dia. Alguns começam às 8:00, outros às 10:00, e até mesmo às 13:00. É claro, essa flexibilidade deve respeitar os rituais dos nossos times e clientes!

Devemos ter pelo menos 3 horas por dia onde o horário de todos se sobrepõe, para termos uma comunicação síncrona durante esse período. Atualmente esse horário está definido entre 14:00 e 17:30.

Ritmo sustentável

Ritmo sustentável de trabalho é aquele que pode ser sustentado indefinidamente. Implica em recusar o que é freqüentemente considerado um mal necessário na indústria de software: longas horas de trabalho, horas extras ou até mesmo noites ou fins de semana de trabalho. O termo ritmo sustentável foi proposto como uma prática por Kent Beck no eXtreme Programming.

Parece ser um consenso que recorrer a horas extras - exceto excepcionalmente - é prejudicial à produtividade. As horas extras tendem a mascarar as deficiências do time, da gestão ou qualidade do projeto. A abordagem que usamos favorece expor essas deficiências o mais cedo possível e remediar suas causas subjacentes, em vez de apenas tratar os sintomas.

Fazendo uma reflexão sobre ritmo de trabalho e valor entregue

Adaptado de http://www.bhgagile.com/content/sustainable-pace

Adaptado de http://www.bhgagile.com/content/sustainable-pace

Vamos considerar um time de desenvolvimento que atualmente trabalha 40 horas por semana. Se eles passassem a fazer 50 horas por semana, é esperado que sua produção aumente.

Produção e o valor comercial não são a mesma coisa (output vs outcome). Converter efetivamente a saída em valor requer uma reflexão cuidadosa e um bom processo. Caso contrário, a saída adicional pode acabar não sendo de valor para o cliente ou pode exigir retrabalho no futuro.

Quanto mais cansados o time se torna, maior a probabilidade de cometerem um erro. Como mencionado, converter a saída em valor requer uma reflexão cuidadosa e uma reflexão cuidadosa é mais difícil quando você está cansado.

Digamos que o time aumente seu tempo de trabalho para 60 horas por semana.

Nesse estágio, é improvável que eles consigam manter a mesma geração de valor comercial por um período de tempo sustentado. Na verdade, eles estão emprestando do futuro para obter uma recompensa de curto prazo. O verdadeiro perigo dessa abordagem é que a aparência de um aumento inicial na produtividade pode incentivar a continuidade das longas horas de trabalho. No entanto, a instância de erros aumentará e parece provável que a capacidade de converter a produção em valor diminua.

Eventualmente, o time alcançará uma semana de trabalho em que seu retorno do valor comercial está realmente diminuindo. Além desse ponto, geralmente há um impacto físico e mental no time. As doenças podem se tornar mais frequentes, a moral pode cair, arrastando a produtividade para baixo. A médio prazo, também pode haver um problema com a retenção de funcionários.

Trabalhar mais horas pode resultar em um aumento na produtividade, mas tem impacto limitado e não é sustentável.

6,5 horas de trabalho

Trabalhamos 6,5 horas por dia para nossos clientes em desenvolvimento de software ou consultoria, e 1,5 horas de slack time. Quando temos algum tempo livre nos projetos para os clientes, buscamos discutir com o time como podemos usar esse tempo e como isso irá afetar nosso planejamento. Entenda melhor sobre as horas de investimento.

Slack é uma folga sistêmica para garantir que quando precisarmos, existir margem de tempo para reagir aos problemas. Com o Slack, também ganhamos tempo para nos dedicar à outras atividades importantes: Estudar Gerar conhecimento Participar de comunidades. Veja como fazemos essa divisão aqui na empresa:

Screen Shot 2021-09-23 at 15.44.04.png